Busca no Site - site search
 
 

Artigos articles

07/04/2014 - Paulo Suess

José de Anchieta – Enigma e paradigma frente a alteridade tupinanbá

Nas ruas de São Paulo, estátuas de Anchieta e de Anhangüera  disputam a atenção dos transeuntes. A Grande São Paulo é atravessada por uma "Via Anchieta", mas também por uma "Via dos Bandeirantes" e uma "Raposo Tavares", lembrando o chamado "ciclo de caça ao índio". O povo herdou a alquimia de sua sobrevivência dos índios colonizados e sabe como pode ser útil acender uma vela a Deus e outra ao diabo.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


02/04/2014 - Estêvão Raschietti

José de Anchieta – Cartas, informações, fragmentos históricos e sermões

Em 3 de abril de 2014, papa Francisco assina o decreto de canonização do missionário jesuí-ta José de Anchieta, aquele que foi considerado o “Apóstolo do Brasil”. Beatificado por João Paulo II em 1980, Anchieta foi responsável pela criação do colégio de Piratininga no dia 25 de janeiro de 1554, que deu origem à cidade de São Paulo. Dotado de talento incomum, em seu contato com os indígenas optou por uma catequese acessível e aculturada, utilizando a poesia, o teatro, aprendendo a língua tupi e compondo a primeira gramática. Modelo de evangelizador e missionário, a figura de Anchieta reúne e resume as luzes e as sobras da primeira evangelização no Brasil. Fazer memória dele em ocasião de sua canonização é aprendizagem para uma efetiva renovação missionária da Igreja no Brasil hoje, que passa necessariamente pelo reconhecimento e pela gratidão, mas também pela penitência e pelo discernimento.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


20/03/2014 - Sidnei Marco Dornelas

A missão "da" e "na" paróquia

O tema central da 51ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizada em abril de 2013, resultou num documento de estudo, “Comunidade de comunidades: uma nova paróquia”. Esse tema despertou um grande interesse em todos aqueles que tomaram a sério a proposta lançada pela Conferência de Aparecida, em 2007: a de por a Igreja na América Latina em estado permanente de missão. Percebeu-se a determinação dos Bispos em colocar em pauta um tema difícil, a reestruturação e renovação das paróquias (DAp 170ss). Assim, vinha ao centro da preocupação da Igreja a quarta urgência das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, “Igreja, comunidade de comunidades”.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


19/03/2014 - Sidnei Marco Dornelas

A paróquia católica e a Pastoral da Mobilidade Humana

Os Bispos Católicos, reunidos em maio de 2007, junto ao Santuário de Aparecida, para a V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, renovaram o apelo para que a Igreja no Continente entre em estado permanente de missão. Essa percepção quanto à necessidade de renovação da ação evangelizadora tem soado de maneira singular como uma interpelação sobre o modo como as paróquias foram tradicionalmente estruturadas. Existe uma inquietação para que elas se tornem mais “missionárias”, ao mesmo tempo em que se percebe certo desalento em ver os muitos entraves para que isso se torne realidade.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


18/03/2014 - Sidnei Marco Dornelas

A dimensão continental no meio de nós

No roteiro da Semana Brasileira sobre a Missão Continental, coube-nos enfocar um dos grandes desafios postos atualmente à Igreja, e assumido como uma dimensão nova de sua missão no continente latino-americano: o mundo da mobilidade humana. A realidade multifacetada das migrações, causa e consequência do fenômeno avassalador da globalização, representa para a ação pastoral da Igreja uma nova fronteira que desponta também em nosso continente, interpelando as estruturas já estabelecidas e as fórmulas já conhecidas em que se realiza sua missão evangelizadora. Os novos rostos e as novas realidades sociais que surgem em nossas paróquias e dioceses apontam para uma nova evidência: a terra de missão está aqui.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


09/02/2014 - Andriolli Costa

Fé, fome, suor e sangue. Entrevista com Paulo Suess

Em janeiro deste ano a cidade de Juazeiro do Norte (CE), terra de Padre Cícero, abriu as portas para fiéis de vários outros padrinhos. As fileiras dos romeiros engrandeceram com a presença dos mais de 4 mil participantes do 13º Encontro Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base - CEBs, cujo tema foi Justiça e Profecia a Serviço da Vida. Além das delegações, estiveram presentes bispos, padres, lideranças indígenas e membros de várias outras religiões (mesmo as não-cristãs). Em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line, Paulo Suess destaca as mudanças na visão da religiosidade popular a partir do Concílio Vaticano II, o papel da espiritualidade na vida contemporânea, os desafios da igreja e da sociedade e a busca pelo Bem Viver (Sumak Kawday), baseado na simplicidade, na vida em comunidade, na comunicação e no equilíbrio.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


14/12/2013 - Paulo Suess

Vinho e vinagre na alegria do Evangelho

Depois de uma longa fase depressiva do tempo pós-conciliar da Igreja católica, com a Exortação Apostólica “A alegria do Evangelho” (Evangelii gaudium, 24.11.2013) do Papa Francisco voltou a reflexão sobre a “alegria” como desejo de reforma, pressuposto de conversão e autocrítica (cf. EG 14), como convite não somente a “todos os que invocam o nome de Cristo”, mas, segundo a Constituição Pastoral “Gaudium et spes”, a toda a humanidade (cf. GS 2). Parecia que a ponte entre o Concílio Vaticano II e a Igreja de hoje não suportava mais os caminhões pesados da realidade contemporânea. Novos caminhos desatualizaram os mapas de motoristas experientes.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


09/11/2013 - Estêvão Raschietti, sx

Discípulos missionários e missionárias ad gentes da América Latina para o mundo

Apontamentos sobre a missão ad gentes e sua relevância para a caminhada da Igreja no Continente. A convocação do 4º Congresso Americano Missionário – 9º Congresso Missionário Latino-Americano (CAM 4 - Comla 9), a ser realizado de 26 de novembro a 1 de dezembro de 2013 em Maracaibo (Venezuela), é um evento que tem como finalidade específica e prioritária refletir sobre a missão ad gentes da América para o mundo. Hoje a palavra “missão” assumiu uma pletora de significados que abarca toda e qualquer ação eclesial. Por outro lado, nenhuma Igreja pode perder o foco da missão ad gentes, aos povos, e da missão ad extra, para fora de seu contexto. Essas não são tarefas específicas: são dimensões essenciais que deverão se integrar com a pastoral e a nova evangelização. Não podem de forma alguma “se tornar uma realidade diluída na missão global de todo Povo de Deus” (RMi 34).

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


18/05/2013 - Paulo Suess

Não tenhais medo! A dificuldade de construir a nova paróquia

Em sua 51ª Assembleia Geral, realizada de 10 a 19 de abril de 2013, em Aparecida, a CNBB aprovou “um texto de estudo” que lembra tópicos herdados dos documentos de Puebla, Santo Domingo e Aparecida (cf. P 644, SD 58, DAp 99e, 170, 179, 309): “Comunidade de comunidades: uma nova paróquia”. O texto sobre a “nova paróquia” não precisa repetir as análises, mas coloca-las no chão concreto das comunidades. Não tenhais medo de receber respostas ou propostas inesperadas das comunidades! Onde encontram-se exemplos dessa missionariedade? Não vamos dar respostas à perguntas que não existem! Não vamos proibir temas sobre os quais não se pode falar! Deixemos as comunidades falar sobre as estruturas paroquiais caducadas e sonhar com a “nova paróquia”! A novidade da paróquia será a sua missionariedade como paróquia samaritana e advogada da justiça dos pobres. Essa missionariedade perpassa todos os planos pastorais, o livro de caixa, a formação dos agentes.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


26/04/2013 - Estêvão Raschietti, sx

Tarefas que apontam para um novo modelo de Vida Religiosa missionária hoje

Em vista da XXIII Assembleia Geral da Conferência dos Religiosos do Brasil, que se realizará em Brasília de 15 a 19 de julho de 2013, há uma reflexão em ato sobre a insistente demanda por novos modelos de vida consagrada missionária que abram caminhos de esperança, em tempos de profundas mudanças, crises e travessias epocais. Mas o contexto hodierno da missão não é mais aquele dos arquétipos de nossa imaginação, nem o destemido de épocas relativamente recentes. Pelo contrário, o paradigma da missão leva hoje a Vida Religiosa Consagrada como um todo e a partir de dentro, a um profundo, radical e essencial repensamento de suas estruturas.

Faça o download do arquivo completo clicando aqui.


anterior      próximo

 

Copyright © 2008 - Missiologia – RELAMI
Todos os direitos Reservados
Malagueta / Br Comunicação